Relatório mostra detalhes da morte de Chris Cornell e viúva se pronuncia


Um dia depois de termos sido acordados com a terrível notícia de que Chris Cornell nos deixou, detalhes a respeito da morte do vocalista de Soundgarden, Audioslave e Temple Of The Dog começam a aparecer.

De acordo com o site TMZ, o relatório da polícia indica que Cornell cometeu suicídio usando uma fita elástica, normalmente utilizada para exercícios físicos, aliada a um gancho de escalada.

O músico teria colocado o artefato na porta e a trancado, enrolando a fita em volta do pescoço e tirando a própria vida.

Ainda segundo o relatório, a viúva de Chris, Vicky Cornell, conversou com o marido após o show do Soundgarden em Detroit, quando ele já estava no hotel, e percebeu que a voz dele estava estranha e arrastada.

Chris Cornell teria dito que tinha tomado “um ou dois Ativans a mais”, remédio utilizado para controlar a ansiedade e, que segundo a família, pode ter feito com que o vocalista perdesse consciência do que estava fazendo.

A ligação foi desligada após o músico dizer que “estava cansado” e como ficou preocupada, Vicky pediu para que o segurança de Cornell fosse até o quarto e desse uma olhada em como ele estava.

Quando chegou lá, Martin Kirsten encontrou a porta trancada e teve que arrombá-la, encontrando a porta do banheiro também fechada. Ele arrombou essa segunda porta e encontrou Chris Cornell pendurado com sangue escorrendo da boca.

Um médico do hotel MGM foi chamado imediatamente e retirou a faixa do pescoço de Cornell, que não respirava, tentando recuperá-lo através de reanimação cardiopulmonar.

Uma equipe de emergência também foi enviada ao local, e outro médico tentou reanimar o músico, sem sucesso.

À 1:30 da manhã do dia 18 de Maio, pouco mais de uma hora após o segurança entrar no quarto, Chris Cornell foi oficialmente declarado morto pela equipe médica.

Um advogado da família se pronunciou e disse que Vicky Cornell não tinha percebido nenhum sinal suicida do marido, e que acredita que o remédio a mais teve papel fundamental no que acabou acontecendo no final.

Segundo Kirk Pasich, “sem os exames toxicológicos não saberemos o que estava acontecendo com Chris – ou se qualquer substância contribuiu com a sua morte:”

Chris, um viciado em recuperação, tinha receita para Ativan e pode ter tomado mais comprimidos do que a dose recomendada. A família acredita que se Chris tirou a própria vida, não sabia o que estava fazendo, e o remédio ou outras substâncias podem ter afetado suas ações.

Ele ainda adicionou que efeitos colaterais do Ativan incluem “pensamentos suicidas e julgamentos prejudicados.”

Por fim, Vicky Cornell agradeceu pelo amor que tem recebido dos fãs:

A corrente de amor e apoio dos seus fãs, amigos e familiares significa muito mais para nós do que qualquer pessoa pode saber. Obrigado por isso, e por entender como isso é difícil para nós.

Comentários