Empresário do Beckett diz que Steve Harris deve estar envergonhado


Em entrevista para o site Metal Talk, o empresário Barry McKay, que está movendo a ação judicial contra o Iron Maiden por plágio, explicou que acionou a banda em nome do músico Brian Quinn, compositor da faixa "Life´s Shadow", gravada pela banda Beckett na década de 1970 e que teria sido copiada em "Hallowed Be Thy Name" (letra) e "The Nomad" (melodia).

Barry McKay lamentou a situação: "Steve Harris deve estar envergonhado. Não entendo por que ele não creditou Brian em 1982 como um co-autor, visto que ele é listado como autor de Life's Shadow no disco da banda Beckett. Como editor musical de meu antigo amigo Brian Quinn, não só de Life's Shadow, mas, também, de todas as suas músicas, estou, por meio da Corte Suprema da Chancery Division, buscando por créditos de co-autoria de Steve Harris e todos os seus editores para Brian, assim como os danos. Fiz o meu melhor para evitar ir à justiça e realmente tentei desta vez".

O veterano empresário também disse que não quer que os fãs deixem de ouvir Hallowed Be Thy Name. "Não quero que os admiradores não escutem mais a música favorita deles do Iron Maiden, feita por Steve Harris e Brian Quinn, em qualquer conteúdo que seja, como nos LPs, CDs, DVDs, videogames, downloads e streaming que contenham 'Hallowed Be Thy Name'. Isto será resolvido no tribunal, se não antes".

McKay ainda questionou a atitude do Iron Maiden de retirar Hallowed Be Thy Name do repertório dos shows da "The Book Of Souls Tour". "Seria Steve Harris tão ganancioso a ponto de privar seus fãs de desfrutar ao ver o Iron Maiden tocar um de seus maiores clássicos em vez de pagar os créditos ao co-autor? Preferem privar Brian Quinn de ganhar algumas centenas de libras por performance de 'Hallowed Be Thy Name' ao invés de tocar a música de turnê em turnê? Não sei. Por que não perguntar publicamente?".

Comentários