Restaurante onde comida é servida no escuro promete experiência sensorial


Os clientes do restaurante O.Noir Toronto, no Canadá, fazem suas refeições em um salão completamente no escuro, onde não é permitido o mínimo foco de luz, como celulares ou isqueiros. Além disso, todos os garçons são deficientes visuais.

Segundo o site da casa, depois de uma ou duas horas de total escuridão, as pessoas conquistam um melhor entendimento do que é ser cego.

Ao chegar no estabelecimento, as pessoas são conduzidas a um lounge iluminado, para que possam escolher os pratos. O restaurante exige que cada cliente peça, pelo menos, dois pratos principais. Um menu completo com entrada, prato principal e sobremesa sai por 39,95 dólares canadenses (quase 94 reais).

Ainda de acordo com a página de O.Noir, quando se come no escuro, os sentidos restantes ficam aguçados para perceber o o cheiro e o sabor da comida.

O conceito de “jantar no escuro” surgiu com o pastor cego Jorge Spielmann, que abriu o restaurante Blindekuh, em Zurique, na Suíça, em 1999, com o objetivo de conscientizar sobre os desafios enfrentados pelos deficientes visuais.

Comentários