Garoto de 14 anos encontra avião nazista com restos mortais do piloto


Por causa de um trabalho escolar, o garoto dinamarquês de 14 anos Daniel Jensen descobriu um avião da Segunda Guerra Mundial enterrado nos campos perto de casa. O menino contou com a ajuda de um detector de metais e de seu pai para a busca em Birkelse, ao norte do país.

Segundo ele, o objetivo era verificar se a história contada pelo avô de que um veículo nazista havia caído nos arredores da residência da família, em 1944, eram verdadeiras. Siggard Jensen, hoje com 94 anos, comentava semore o fato com a família. 

"Eu vi um avião alemão voando para cima e para baixo, até que ele desceu com uma velocidade muito rápida", conta Jensen, em reportagem do Jornal Nacional. "Penso que pode ter sido suícidio, mas o piloto também pode ter perdido a consciência quando fez aquelas manobras."

Daniel se impressiona com o fato de que os restos inteiros do avião e várias bombas da época ficaram enterrados por quase 70 anos. Além de toda a aparelhagem, foram achados também o uniforme da Luftwaffe, força aérea nazista, do piloto, uma ossada que provavelmente pertence a ele, e mais alguns documentos.

O historiador Soeren Flensted explica que os arquivos mostravam que o veículo havia desparecido em terreno dinamarquês, mas ninguém sabia onde ele estava. Uma organização responsável por cuidar da memória de soldados mortos na Segunda Guerra Mundial vai começar a busca pela identidade do piloto.

Comentários