Museu pede que visitantes desenhem para apreciarem as obras de arte


O cenário é aquele de sempre: você está dando uma volta em um lugar incrível, apreciando a vista, quando alguém saca o celular e começa a tirar fotos - tantas que acaba até sendo meio chato. Além de distrair os outros traseuntes, a pessoa responsável pelas imagens deixa de aproveitar o passeio.

Foi por conta disso que o museu Rijksmuseum, em Amsterdã, na Holanda, proibiu o uso de câmeras dentro de suas instalações. E para que seus visitantes apreciem melhor as obras de arte expostas, a instituição os incentiva a criar seus próprios desenhos.

"No mundo de hoje os dispositivos móveis fazem com que as visitas a um museu sejam experiências passivas e superficiais", diz nota do site do Rijksmuseum. "Os visitantes ficam distraidos e não experenciam de verdade a beleza, a mágica e o encanto. Por isso o Rijksmuseum quer ajudam os visitantes a descobrir e apeciar a beleza da arte e da história por meio de desenhos."

A ideia é que, por meio de seus rascunhos, os visitantes prestem atenção nos aspectos que compõem uma obra, como traço, precisão, dimensão, entre outros.

O museu, inclusive, criou um evento chamado "Dia do Desenho", que ocorreu nos dias 24 e 25 e de outubro, em que entregou cadernos e lápis para os visitantes criarem suas próprias manifestações artísticas. A experiência deu tão certo que agora todos os sábados são "Sábados do Desenho". Confira algumas fotos:

Comentários