Revista Playboy não irá mais publicar fotos de mulheres nuas



Pois é, amigos, os tempos estão mudando.

Em uma tentativa de se adequar às novas mídias a revista Playboy, símbolo histórico das publicações direcionadas ao público masculino, não irá mais trazer mulheres nuas.

A partir de Março do ano que vem as modelos ainda irão aparecer em poses “provocantes”, mas não estarão nuas, e a decisão tem apoio de ninguém menos que Hugh Hefner, fundador da revista.

Em encontro com o chefão na Playboy Mansion, o editor Cory Jones deu a sugestão que foi aceita por Hefner para que a revista siga adiante e não continue mais lutando com a Internet, que “resolveu” todos os problemas para quem deseja encontrar conteúdo pornográfico facilmente:

“Hoje em dia você está a um clique de distância de qualquer tipo de ato sexual imaginável de graça,” disse o chefe executivo Scott Flanders.

Para se ter uma ideia da queda no número de vendas de revistas, em 1975 a Playboy vendia 5.6 milhões de cópias enquanto hoje vende cerca de 800 mil, mas o seu logotipo é um dos mais famosos do mundo ao lado de outros como Nike e Apple, e a aposta é usar o poder da marca para continuar a história de sucesso.

A grande dúvida é sobre o foco que a revista terá a partir do momento que tirar a nudez de suas páginas. Os próximos meses serão, desculpem o trocadilho, reveladores.

Comentários