Pesquisa em neurociência ganha impulso com doação de US$ 100 milhões


A pesquisa sobre doenças neuronais como o mal de Alzheimer, de Parkinson e as lesões traumáticas ganhou um impulso nesta quinta-feira com a doação de 100 milhões de dólares por parte de uma fundação norte-americana.

O dinheiro da Fundação Kavli, que apoia a pesquisa científica, soma-se ao programa de 300 milhões de dólares dirigido pela Casa Branca conhecido como Brain Research through Advancing Innovative Neurotechnologies Initiative (BRAIN, investigação do cérebro através do avanço das neurotecnologias inovativas, em inglês), lançado pelo presidente Barack Obama em abril de 2013.

"A maioria dos fundos servirão para estabelecer três novos institutos Kavli de neurociência", disse a fundação em comunicado.

Os centros estarão na Universidade Johns Hopkins em Baltimore (costa este), na Universidade Rockefeller em Nova York e na Universidade da Califórnia em San Francisco (costa oeste).

"Estes institutos farão parte de uma rede internacional de sete institutos Kavli que realizam pesquisas em neurociência, e uma rede mais ampla de 20 institutos Kavli dedicados a astrofísica, nanociência, neurociência e física teórica", disse o comunicado.

A iniciativa BRAIN também é financiada pelos Institutos Nacionales de Saúde, a Fundação Nacional de Ciência e a Agência de Defesa de Projetos de Pesquisa Avançada, assim como por parceiros privados.

Quando a iniciativa foi lançada, a Fundação Kavli comprometeu-se a contribuir com 40 milhões de dólares.

Comentários