Rock In Rio irá vender lama da primeira edição do festival


Guardar uma lembrança daquele show inesquecível não é nenhuma novidade. Pode ser um vídeo tremido em que a banda aparece lá longe, ou uma baqueta surrada que o baterista jogou na plateia e você teve a sorte de agarrar. No entanto, a organização do Rock in Rio foi além e irá oferecer aos fãs lama recolhida de Jacarepaguá, local onde foi realizada a primeira edição do festival, em 1985.

Com a intenção de celebrar os 30 anos do evento, feitos no último mês de Janeiro, as lojas oficiais do Rock in Rio passarão a contar no seu estoque com a “Lama de 85”. Os blocos de terra foram prensados e colocados em placas acrílicas, prontas para serem expostas na sala da casa daquele colecionador mais nostálgico. O preço ainda não foi revelado, mas segundo informações do site UOL Entretenimento, o souvenir deverá custar por volta de R$ 100.

A primeira edição do Rock in Rio foi marcada pelo lamaçal que se formou na “Cidade do Rock”, estrutura montada em área de aproximadamente 250 mil metros quadrados, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. A terra molhada, ao invés de aborrecer o público, acabou caindo no gosto dos fãs, que apontaram semelhanças com o lendário festival de Woodstock, realizado no fim da década de 1960.

Esta não é, porém, a primeira vez que se vende a lama da edição de estreia do Rock in Rio – pelo menos, não oficialmente. Em 1985, os flanelinhas que guardavam os carros no estacionamento do evento, ofereciam às pessoas um pouco da “legítima lama do Rock in Rio” em sacos plásticos. Quem comprou, garante que guarda até hoje!

Comentários