Google é culpado por descumprir lei anti-monopólio na Rússia

O gigante da internet norte-americano Google foi declarado culpado nesta segunda-feira por abuso de monopólio pelo órgão regulador antitruste da Rússia - após ser acusado por seu concorrente local, Yandex.

A empresa russa apelou ao Serviço Federal Antitruste (FAS) e acusou o Google de impor aos fabricantes de telefones que funcionam com Android a instalação de uma série de serviços, assim como a utilização do Google como motor de busca na internet por default.

O FAS declarou o Google culpado de "abuso de posição dominante", declarou Vladimir Kudravtsev, um dos altos funcionários do órgão governamental, citado pela agência de notícias russa RIA Novosti.

O Google terá que pagar uma multa, cujo montante está estabelecido pela lei russa em até 15% dos números de negócios no setor atingido, isto é, dos aplicativos para smartphones.

Nem a assessoria de imprensa do FAS, assim como Google e Yandez, se mostraram dispostos a fazer comentários sobre o assunto até o momento.

O sistema operacional Android equipa 86% dos telefones vendidos na Rússia (84% no mundo), segundo a Yandex, que domina amplamente o mercado russo dos mecanismos de busca, com cerca de 60% do total.

A Yandex tem perdido sua fatia de mercado, em particular, por causa do uso cada vez maior de telefones celulares, setor no qual o Google domina.

Dezessete empresas europeias também levantaram queixas em 2013 na Comissão Europeia contra o gigante norte-americano por abuso de posição dominante.

Comentários