Destilaria japonesa irá testar o envelhecimento de bebidas no espaço


Uma destilaria japonesa irá mandar um carregamento de uísque para a Estação Espacial Internacional em agosto. Mas a bebida não é uma encomenda de astronautas fãs de um single malt a bordo da espaçonave.

A Suntory anunciou nesta sexta-feira (31) que irá enviar seis amostras de seus uísques e bebidas alcóolicas para o espaço. O objetivo é observar os efeitos da gravidade zero no processo de envelhecimento dessas bebidas.

Destilaria mais antiga do Japão, a Suntory é responsável pela produção do Yamazaki Single Malt Cherry Cask 2013, considerado o melhor uísque do mundo pelo especialista Jim Murray, que publica todos os anos a "Bíblia do Uísque". Um porta-voz da empresa disse ao jornal The Wall Street Journal que, entre as amostras que irão para o espaço, estão um uísque de 21 anos e uma bebida que acabou de ser destilada.

O objetivo do estudo, segundo a Suntory, é entender como um ambiente de gravidade zero e temperatura estável afeta a "suavidade" das bebidas, à medida que elas envelhecem. O gosto da maioria das bebidas alcoólicas costuma ficar mais suave com o passar dos anos, mas ainda não se sabe por que isso acontece.

Pesquisas feitas pela destilaria, em colaboração com cientistas japoneses, indicam que ambientes que impedem a convecção de líquidos, como o espaço, podem ter um papel no processo de suavização, afirma a Suntory. A convecção é a transferência de calor dentro do próprio fluído, no caso, o próprio uísque.

As primeiras amostras devem voltar para a Terra após um ano, enquanto o outro grupo de amostras ficará a bordo da Estação Espacial Internacional por pelo menos dois anos. A empresa ressalta que não existem planos de vender a bebida envelhecida no espaço quando elas voltarem para cá.

Comentários