Caçadores de tesouros encontram US$ 4,5 milhões em galeão do século 18



Caçadores de tesouros nos Estados Unidos informaram que descobriram 350 moedas de ouro espanholas do século 18 que valem US$ 4,5 milhões (cerca de R$ 15,6 milhões).

As moedas ficaram no fundo do oceano Atlântico na costa do Estado americano da Flórida durante 300 anos.

O carregamento pertencia a uma frota da 11 galeões espanhóis que afundaram durante um furacão enquanto faziam a viagem de Cuba à Espanha.

A descoberta é o segundo grande achado feito por caçadores de tesouros nos últimos meses. Em junho, foram encontradas cerca de 50 moedas no valor de US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,7 milhões).

A caça a tesouros antigos é uma atividade popular na costa da Flórida.
As 350 moedas, que foram levadas para a superfície no final de julho, estavam enterradas na areia em uma profundidade de apenas um metro de água, perto da praia.

De acordo com a lei estadual, o governo da Flórida vai ficar com 20% do valor da descoberta.

O mergulhador que descobriu as moedas, William Bartlett, não disse quanto exatamente vai ganhar depois de pagar a parte do governo.

"Sou apenas um cara vivendo um sonho", disse Bartlett a um jornal local.

Brent Brisben, que é dono dos direitos sobre navios naufragados na região, disse que entre as moedas descobertas estão nove peças raras conhecidas como "oito escudos reais". Sabe-se que apenas 20 destas peças já tinham sido encontradas antes desta descoberta.

"Estes escudos reais são exemplares perfeitos de moedas da época e foram feitas por uma encomenda real, do rei da Espanha", disse Brisben.

Comentários