Austrália apresenta as primeiras placas de trânsito com tinta eletrônica do mundo


Sydney, na Austrália, será a primeira cidade do mundo a utilizar placas de trânsito equipadas com telas de tinta eletrônica, que irão mostrar informações em tempo real para os motoristas. Cada uma das 15 placas está conectada, por meio de 3G, aos servidores do órgão do governo australiano que cuida das ruas e estradas do país, e podem ser atualizadas a qualquer momento. 

Elas são equipadas com uma luz interna que permite que os motoristas consigam ler as placas durante a noite, além de serem autossustentáveis, já que painéis solares instalados no poste produzem a eletricidade que a placa precisa para mudar os sinais. Quando está estática, a placa não consome eletricidade.

A Visionect, empresa eslovena que fabrica os componentes eletrônicos e o software das placas, afirma que as telas de e-ink são perfeitas para esse tipo de tarefa. A tinta eletrônica, usada geralmente em tablets e e-readers, consome pouca energia e possui fácil legibilidade, tornando-a uma opção sustentável e prática.

Segundo a fabricante, além de sustentáveis, as placas de tinta eletrônica seriam uma forma de as cidades economizarem dinheiro. A Visionect cita o exemplo de Los Angeles, nos Estados Unidos, que gasta cerca de 9,5 milhões de dólares em sinais de trânsito todos os anos.

Comentários